Melhoria Contínua: Entendendo as Funções dos Belts.




Quando lidamos com Melhoria Contínua, uma das grandes metodologias existentes é o Lean Seis Sigma (LSS). Essa é uma metodologia baseada na junção do método Lean (cujo objetivo é reduzir os desperdícios do processo e aumentar a eficiência) com o método Seis Sigma (que tem a meta de reduzir a variabilidade do processo, aumentando a eficácia).


A metodologia Lean Seis Sigma é reconhecida por seus resultados e é aplicada nas maiores indústrias mundiais. Contudo, são necessários profissionais qualificados para a correta implantação do método e para que os ganhos sejam mantidos ao fim do projeto. Esses profissionais, ao fim de seu treinamento em Lean Seis Sigma, recebem uma qualificação, a chamada faixa (belt, em inglês) que segue os modelos das artes marciais.


No LSS, temos 5 qualificações diferentes entre os Belts: White (branca), Yellow (amarela), Green (verde), Black (preta) e Master Black. Cada um destes belts possuí um papel bem definido dentro da estrutura organizacional.


White Belt: Possuí uma formação básica na metodologia sendo, em média, 4 horas de treinamento em LSS. É uma formação que pode ser oferecida a todos os funcionários da empresa, pois introduz alguns fundamentos que permitem uma melhor percepção sobre o que é melhoria contínua e como proceder dentro de um projeto LSS.


Yellow Belt: É responsável por apoiar os Green e Black Belts durante um evento de melhoria LSS. Possuem formação de, em média, 20 horas, o que engloba os fundamentos básicos do LSS, bem como algumas ferramentas básicas para implantação em projetos de melhoria contínua e a introdução do método DMAIC e PDCA.


Green Belt: Estes profissionais dedicam cerca de 20 a 30% do seu tempo em projetos de melhoria contínua. Em geral, são líderes de pequenos projetos LSS e apoiam os Black Belts em projetos maiores. Possuem, em geral, 120 horas de treinamento na metodologia Lean Seis Sigma, o que engloba os fundamentos do LSS, ferramentas estatísticas de nível intermediário e uma introdução ao gerenciamento de projetos.


Black Belt: para chegar a este nível, os profissionais possuem cerca de 200 horas em treinamentos sobre a metodologia LSS. São responsáveis por liderar projetos complexos e apoiar Green Belts em projetos menores. De preferência, dedica 100% do seu tempo na condução e monitoramento de projetos LSS e está ligado à área gerencial da empresa. Possuí bom conhecimento sobre a metodologia Lean Seis Sigma, domínio sobre ferramentas estatísticas e conhecimento avançado sobre gerenciamento de projetos. A formação de Black Belt também deve incluir uma introdução ao gerenciamento de pessoas. Respondem diretamente ao Master Black Belt.


Master Black Belt: Respondem diretamente à alta administração da empresa e, em geral, possuem cargo elevado na gestão da organização. Devem possuir treinamento de mais de 250 horas na metodologia, o que incluí, além dos requisitos do Black Belt, uma abordagem detalhada sobre gerenciamento de projetos e pessoas, visão financeira e contábil aprofundada e uma noção sobre as Soft Skills aplicadas em um projeto de melhoria. São os responsáveis sobre gerenciar o departamento de melhoria contínua da empresa, dar suporte de metodologia aos Green e Black Belts e também são qualificados para realizar treinamentos de novos Green e Black Belts.


Ficou algum dúvida sobre os papeis dos Belts em um projeto LSS? Envie um e-mail para gustavosordi@multiengenharia.site com o assunto "Dúvidas: Melhoria Contínua".

13 visualizações0 comentário